quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Danilo Cabral sobre FBC: "Estou vendo é muito barulho"

Após o senador dizer que iria ganhar a eleição de governador em 2018, o deputado federal decidiu partir para o ataque
Foto: Agência Câmara/Divulgação
Da FOLHA DE PERNAMBUCO
charlesnasci@yahoo.com.br

Após o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB) dizer que será “candidato a governador” e que vai “derrotar esse governo (Paulo Câmara) por muitos votos”, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) partiu para o ataque contra o antigo correligionário. Nesta quarta (22), desafiou o peemedebista a apresentar “um prefeito fora da base política dele que se manifestou, depois que ele anunciou essa candidatura, dizendo que votava em Fernando Bezerra para governador". "Estou vendo é muito barulho e pouca movimentação”, provocou.


Você também viu?
PE: "Sou candidato a governador e vou ganhar a eleição", diz FBC

Segundo o socialista, o próprio comportamento dos integrantes da “nova oposição” demonstra falta de consenso dentro do bloco. "Não vi ninguém ainda dessa oposição manifestar apoio ao senador. Pelo contrário, vi o senador Armando dizer que primeiro tem que discutir o projeto, o PSDB falar em candidato próprio e o ministro Mendonça Filho nem do evento dele participou", colocou, em entrevista ao programa Folha Política, da Rádio Folha 96,7 FM.


Na visão de Cabral, faltou “humildade” ao senador, que se utilizou da “arrogância e da prepotência, dizendo que iria ganhar com muitos votos”. "Ele desqualificou até o senador Armando, dizendo que ele não tinha espírito de lutador e que ia estar com ele no segundo turno", pontuou. Danilo Cabral ainda usou a eleição do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina para demonstrar a falta de apoio ao projeto eleitoral de FBC. “Ontem (21) ele perdeu uma eleição dentro da casa dele (...) Acho que ele precisa ter um pouco mais de serenidade”, disse.

Chesf

Nesta terça (21), Danilo Cabral esteve com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para alertar contra a possível privatização da Chesf. Ao comentar sobre o encontro, aproveitou para desferir novas críticas ao ministro Fernando Filho, filho de FBC e ministro das Minas e Energia. "Ele está negando suas origens. A dele e de sua família, que deve muito ao rio são Francisco. O que tem hoje em Petrolina, que graças a Deus é um caso de sucesso, foi decorrente da contribuição que o Velho Chico deu a essa trajetória. É um ato de ingratidão e injustiça e de traição dele com o povo de Pernambuco e especial com o povo de Petrolina", destacou.