Subscribe:

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Pernambuco proíbe som em bares e prevê receber 360 mil doses do imunizante contra Covid-19


Do DIARIO DE PERNAMBUCO
charlesnasci@yahoo.com.br

Está proibida a utilização de som, ao vivo ou gravado, em bares, restaurantes e estabelecimentos comerciais. A nova determinação do Governo de Pernambuco foi divulgada na tarde da quarta-feira (13.01), devido ao aumento do número de casos graves de pacientes com Covid-19 no estado. A proibição começa a partir desta sexta-feira (15), quando serão realizadas fiscalizações nos comércios e nas áreas litorâneas do estado.

"A partir da próxima sexta-feira, iremos proibir por 30 dias a utilização de som de qualquer natureza, em bares, restaurantes e estabelecimentos similares, inclusive no comércio de praia. Porque isso tem contribuído para aglomeração nestas faixas de areia. Além disso, qualquer tipo de utilização de som que cause aglomeração, seja os chamados paredões mecânicos ou orquestras, poderão inclusive ser alvo de apreensão pelo poder público, seja por conta da polícia ou pelo controle urbano municipal, ou pelas fiscalizações que serão realizadas", afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Durante o anúncio, que foi transmitido pela internet, o secretário também falou sobre a vacina da Covid-19. "Estamos mais próximos da vacina, que será um divisor de águas no enfrentamento da Covid-19, porque ela vai mudar o curso da doença. Impactando positivamente, na redução das nossas hospitalizações e consequentemente da mortalidade", informou Longo. O secretário ressaltou que o governo de Pernambuco começou a distribuir, desde ontem, cerca 1,5 milhão de seringas e agulhas para todos os municípios pernambucanos.